• YouTube
  • Facebook
  • Twitter

23/12/16 12:57

Passageiros de avião sequestrado com118 a bordo, são liberados

O primeiro-ministro de Malta contabilizou que 109 dos 111 passageiros foram liberados.
WhatsApp
A maioria dos passageiros do avião sequestrado na Líbia e forçado a pousar na ilha de Malta nesta sexta-feira (23) foi liberada, informou o primeiro-ministro maltês, Joseph Muscat.

De acordo com ele, o Airbus A320 da companhia aérea estatal líbia Afriqiyah Airways levava ao todo 111 passageiros (82 homens, 28 mulheres e uma criança). A agência de notícias France Presse citou ainda que havia sete tripulantes.

No Twitter, o primeiro-ministro de Malta contabilizou que 109 dos 111 passageiros foram liberados. Não está claro se os outros dois não liberados são de fato os sequestradores. Além disso, alguns dos sete integrantes da tripulação teriam sido liberados.

"Possivelmente dois sequestradores e alguns membros da tripulação ainda estão a bordo do avião", escreveu Musca.

Originalmente, o voo 8U209 iria da cidade de Sebha, no sudoeste da Líbia, para Trípoli, capital do país. A ilha de Malta, localizada no Mediterrâneo, fica cerca de 500 km ao norte da costa líbia.

A avião fez um pouso Aeroporto Internacional de Malta e permaneceu na cabeceira da pista. 

Dois sequestradores munidos de granadas participaram da ação e ameaçaram explodir a aeronave, segundo as agências de notícias Reuters e a Associated Press. Ainda não há informações sobre quais exigências eles fizeram.

Mais cedo, ele havia dito na rede social: "[Fui] informado sobre uma situação de possível sequestro de um voo interno na #Líbia desviado para #Malta. Há operações de segurança e emergência [no aeroporto]".

A emissora americana CNN informou que diversos voos previstos para o Aeroporto Internacional de Malta foram desviados para o aeroporto Catania-Fontanorossa, na Itália.

G1.

mais notícias » Leia também