• YouTube
  • Facebook
  • Twitter

27/07/17 07:33

Defesa de Lula pede que novo interrogatório seja presencial, recusando sugestão de Moro

O interrogatório do petista está marcado para o dia 13 de setembro.
WhatsApp
A defesa do ex-presidente Lula solicitou, nesta quarta-feira (26), que o interrogatório dele, no processo que investiga suspeitas em relação a um terreno em São Paulo e um apartamento em São Bernardo do Campo, seja presencial. O juiz federal Sérgio Moro havia sugerido que fosse feita uma videoconferência. Lula responde pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O interrogatório do petista está marcado para o dia 13 de setembro.

Na ação, o Ministério Público Federal (MPF) acusa o ex-presidente de receber como propina da Odebrecht, em troca de contratos com a Petrobras, um terreno onde seria construída a nova sede do Instituto Lula em São Paulo, além de um imóvel vizinho ao apartamento do petista no ABC paulista.

O ex-presidente nega as acusações. Já o Grupo Odebrecht afirma que tem colaborado com as investigações.

mais notícias » Leia também