• YouTube
  • Facebook
  • Twitter

09/01/18 10:58

Desorientação do piloto é principal hipótese da PF para morte de Teori

Foram descartadas as hipóteses de sabotagem no interior do avião.
WhatsApp
A Polícia Federal (PF) trabalha com a hipótese de “desorientação espacial” do piloto como a principal explicação para a queda do avião que matou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STG) Teori Zavascki, em 2017.

De acordo com a Folha de S. Paulo, o piloto não percebeu, sob intensa chuva e visibilidade baixa, que a aeronave estava perto demais da água.

Foram descartadas as hipóteses de sabotagem no interior do avião, como explosões ou incêndio interno, problemas no motor ou intoxicação do piloto Osmar Rodrigues, 56, que não havia tomado bebida alcoólica, drogas ou medicamentos controlados antes do voo.

Além do ministro e do piloto, também morreram na queda, ocorrida em 19 de janeiro passado perto do aeródromo de Paraty (RJ), o dono do avião e empresário Carlos Alberto Fernandes Filgueiras, 69, a massoterapeuta Maíra Panas, 23, e sua mãe, Maria Hilda Panas Helatczuk, 55.

mais notícias » Leia também