conecte-se conosco



BAHIA

‘Estamos deixando a pior fase da doença’, diz secretário após nº de curados da Covid-19 ultrapassar o de casos ativos na Bahia

Publicado

em

O secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, disse em entrevista ao Jornal da Manhã desta segunda-feira (22) que, o fato do número de curados da Covid-19 ter ultrapassado o de casos ativos é um indicativo de que o estado está perto de chegar a uma nova fase da pandemia.

De acordo com o boletim da Secretaria de Saúde (Sesab) divulgado no último domingo, o estado possui 22.588 pessoas que se recuperaram da Covid-19, enquanto 22.300 ainda estão infectados. Outras 1.391 pessoas morreram.

“Esse é um marco, um momento que esperávamos muito. Significa que a velocidade de crescimento da curva de curados ultrapassou a velocidade de crescimento da doença. Estamos agora em uma fase que vamos atingir um platô. Aguardamos apenas o dia em que o número de curados por dia será superior ao número de casos novos por dia. Quando isso acontecer, a curva entrará em decréscimo. Nesse momento, ultrapassamos, estamos deixando a pior fase da doença para trás. Mas ainda temos uma taxa média de crescimento que considero elevada para o estado, isso nos projeta para o final do mês de junho apertado. Temos várias cidades no interior do estado, como Feira de Santana, Teixeira de Freitas, Valença, Gandu, que ainda estão com taxas médias muito elevadas”, analisou o secretário.

A Bahia registra, no total, 46.279 pessoas diagnosticadas com coronavírus. O boletim do último domingo indicava 975 novos casos da doença, um aumento de 2.2% em comparação ao dia anterior.

Com relação à ocupação dos hospitais, dos 887 leitos de UTI exclusivos para o coronavírus no estado, 683 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 77%. Diante do número, Vilas-Boas reforça que a flexibilização das medidas de isolamento social não é recomendada.

“Não tem nenhuma chance de fazer qualquer tipo de relaxamento do distanciamento social neste momento. Nós conseguimos chegar nessa fase agora, como sociedade, como estado, como conseguimos chegar a um momento de vencer uma fase difícil da doença, que vários estados apresentaram momentos de colapso. Nós aqui não tivemos isso. Graças a esse distanciamento social, a essa colaboração de todos. Precisamos vencer esse mês de junho, havíamos previsto que no fim de junho iriamos atingir o pico da doença. Devemos passar o mês de julho todo com um platô. Significa que ainda teremos pessoas doentes, precisando ser internadas e, lamentavelmente, falecendo. Só teremos um decréscimo da doença a partir do mês de agosto. Precisamos que todo mundo fique em casa. Principalmente essas cidades do interior, que agora apresentam um surto”, falou o secretário.

Sobre a oferta de leitos, o secretário afirmou que a Bahia ainda conta com unidades de saúde que devem ser abertas nos próximos dias. Ele citou o Hospital Clériston Andrade II, que fica em Feira de Santana e que deverá ser inaugurado na próxima semana.

“Temos preocupação em relação a Salvador, que está próxima a 80%. Mas a média no interior do estado está em 70%. Temos regiões como Vitória da Conquista, no sudoeste, em que estamos com taxa de ocupação de UTI abaixo de 60%. Estamos trabalhando para ir aumentando progressivamente o número de leitos nas cidades do interior. Estamos trabalhando para ampliar no sul, em Eunápolis e Teixeira de Freitas, na região metropolitana e em Feira de Santana, com a inauguração do Clériston II, na próxima segunda-feira. Serão mais 40 leitos de UTI. Também teremos ampliações de leitos na Fonte Nova, podendo chegar a 100 leitos. Temos um estoque de leitos que está sendo aberto progressivamente, para fazer frente a demanda”, pontuou.

Vilas-Boas também comentou a decisão do governador Rui Costa de testar estudantes, servidores e professores da rede pública dos municípios de Itajuípe, Ipiaú e Uruçuca. O objetivo é saber o nível do contágio na região. Para o secretário, a testagem possibilitará ao governo traçar uma estratégia para a retomada das aulas, que estão suspensas desde março.

“Acho que essa estratégia de fazer uma testagem e ter um inquérito epidemiológico vai nos dar um norte para decidirmos se iremos abrir agora no início de julho ou se iremos adiar um pouco”, encerrou.

Compartilhe
CONTINUE LENDO

BAHIA

Número de famílias em extrema pobreza cresce 14,5% em Salvador

Classificação engloba grupos com rendas familiares de até R$ 105 por pessoa

Compartilhe

Publicado

em

Foto: Marcello CasalJr/Arquivo Agência Brasil

O número de famílias em situação de pobreza e extrema pobreza cresceu mais de 14% em Salvador, neste ano, em comparação com o ano passado. A análise foi feita pelo portal g1, a partir de dados coletados pelo Cadastro Único (CadÚnico) da capital baiana.

Enquanto em dezembro de 2021, havia 212.118 famílias em situação de extrema pobreza na capital baiana, segundo a Secretaria Municipal de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esportes e Lazer (Sempre), até o dia 16 de abril, este número passou para 242.873 famílias.

Ou seja, houve um crescimento de 14,49% em apenas quatro meses. O governo federal classifica como extrema pobreza as rendas familiares de até R$ 105 por pessoa.

Já em situação de pobreza, com renda entre R$ 105,01 e R$ 210 por pessoa, estão atualmente 39.979 famílias soteropolitanas. Até o final do último ano, 35.050 famílias estavam nesta faixa de renda mensal. Neste caso, o aumento foi de 14,06%, em 2022.

Metro1

Compartilhe
CONTINUE LENDO

BAHIA

Em piso falso, PM encontra R$ 4,6 milhões em pasta base de cocaína

Rondesp BTS localizou a droga, em um imóvel, no bairro de Itacaranha, em Salvador, na tarde de terça-feira (24).

Compartilhe

Publicado

em

Foto: Divulgação

Equipes das Rondas Especiais (Rondesp) Baía de Todos os Santos (BTS) encontraram, em um piso falso, 4,6 milhões de reais em pasta base de cocaína. O flagrante ocorreu, na tarde de terça-feira (24), no bairro de Itacaranha, em Salvador.

Os militares realizavam ações de rotina, na região, quando decidiram abordar um veículo modelo Spin, placa PLC-5A70, na Rua Rio Paragaçu. O indivíduo que conduzia o automóvel iniciou fuga, parou o automóvel e entrou em uma residência.

Os militares alcançaram o homem, no imóvel. Durante varreduras e percebendo o nervosismo do suspeito, os PMs notaram um piso oco. Ao levantar a cerâmica, as guarnições localizaram 184 tabletes de pasta base de cocaína. A droga estava embalada em plásticos com a bandeira da Alemanha.

O criminoso e as drogas foram apresentados no Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco).

Metro1

Compartilhe
CONTINUE LENDO

BAHIA

Tarifas de pedágio da BA-093 serão reajustadas a partir desta quarta-feira; confira novos valores

Publicado

em

Foto: Divulgação/CBNorte

A tarifa do pedágio do Sistema BA-093 sofreu reajuste e os novos valores começam a valer a partir desta quarta-feira (25). A autorização do aumento, da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba), foi publicada no Diário Oficial do Estado de sábado (21) e corresponde à readequação anual prevista no contrato de concessão.

O trecho do Sistema BA-093 é composto por sete rodovias, sendo elas as estradas do Cia/Aeroporto, Via Parafuso, Via Metropolitana Camaçari-Lauro de Freitas e o trecho de Simões Filho, até a entrada de Camaçari.

Após o ajuste, a tarifa para automóveis, por exemplo, passa a ser R$ 5,30 durante todos os dias da semana. Antes, o valor pago era de R$ 4,90. [Confira todos os valores no final da matéria]

As outras categorias de veículos, como os caminhões, ônibus e motocicletas também passam por uma alteração proporcional.

Toda a extensão do Sistema tem atendimento 24 horas, com cinco bases de Serviço de Apoio ao Usuário (SAU), com guinchos, ambulâncias e viaturas de inspeção de tráfego.

Os apoios são acionados com o monitoramento de 47 câmeras distribuídas ao longo da rodovia através Centro de Controle Operacional (CCO), ou pelo telefone de emergência 0800.600.0093.

Confira os novos valores:
Categoria 1
Automóvel, Caminhonete e furgão.
Valor: R$ 5,30

Categoria 2
Caminhão leve, ônibus, caminhão-trator e furgão.
Valor: R$ 10,60

Categoria 3
Automóvel e caminhonete com semi-reboque
Valor: R$ 7,90

Categoria 4
Caminhão, caminhão-trator com semi-reboque e ônibus.
Valor: R$ 15,90

Categoria 5
Automóvel e caminhonete com reboque
Valor: 10,60

Categoria 6
Caminhão com reboque, caminhão com trator semi-reboque.
Valor: R$ 21,20

Categoria 7
Caminhão com reboque, Caminhão- trator com semi-reboque
Valor: R$ 26,40

Categoria 8
Caminhão- com reboque, Caminhão-trator com semi-reboque
Valor: R$ 31,70

Categoria 9
Motocicletas, motonetas e bicicletas moto.
Valor: R$ 2,60

Categoria especial
Composição veículo-carga
Valores: R$ 37, R$ 42,30 ou R$ 47,60

Conteúdo G1

Compartilhe
CONTINUE LENDO

Mais Lidas

novo