conecte-se conosco




EDUCAÇÃO

Inscrições para o Enem 2024 começam hoje

Provas serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro.

Compartilhe

Publicado

em

Foto: Rafa Neddermeyer / Agência Brasil

Começa nesta segunda-feira (27) e vai até 7 de junho o período de inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2024. No Rio Grande do Sul, devido à calamidade pública no estado, haverá um calendário estendido, que ainda será divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

As provas serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro. Para se inscrever, os estudantes devem acessar a Página do Participante e utilizar o cadastro na conta gov.br.

Os resultados dos recursos sobre a isenção da taxa de inscrição foram divulgados na última sexta-feira (24), assim como dos recursos que tratam das justificativas de ausência no Enem 2023, para candidatos que estavam isentos da taxa e faltaram às provas.

A taxa de inscrição custa R$ 85 e poderá ser paga até o dia 12 de junho. Os moradores do Rio Grande do Sul também terão isenção desse valor.

Criado em 1998, o Enem avalia o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica e também é a principal porta de entrada para a educação superior no país. Os resultados da avaliação podem ser usados para acesso ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e ao Programa Universidade para Todos (ProUni). Também são aceitos em instituições privadas e de outros países de língua portuguesa que tenham acordo com o Brasil.

Os estudantes que não concluíram o ensino médio também podem participar na condição de treineiros, para autoavaliação nos anos anteriores ao término da educação básica.

Agência Brasil

Compartilhe
CONTINUE LENDO

EDUCAÇÃO

Enem 2024 tem 5 milhões de inscritos

Mas o número definitivo de inscritos será conhecido somente após o fim do período para pagamento da taxa de inscrição de R$ 85, que será na próxima quarta-feira (19) , respeitando os horários de compensação bancária.

Compartilhe

Publicado

em

Foto:Reprodução

Mais de 5 milhões de pessoas se inscreveram para o Enem 2024. O balanço foi divulgado neste sábado (15) pelo Inep, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, responsável pelo Exame.  

Mas o número definitivo de inscritos será conhecido somente após o fim do período para pagamento da taxa de inscrição de R$ 85, que será na próxima quarta-feira (19) , respeitando os horários de compensação bancária; e do período extra para inscrição para moradores do Rio Grande do Sul, que reabre neste domingo (16) e prossegue até o dia 21 deste mês. Vale lembrar que a inscrição é gratuita para quem mora no Rio Grande do Sul.

Mais de 2,7 milhões de inscritos não vão pagar a taxa de inscrição porque tiveram a solicitação de isenção aprovada. Deste total, são mais de 1,33 milhão cursando o último ano do ensino médio. Mesmo com todos os problemas causados pelas enchentes das últimas semanas, o estado gaúcho conseguiu registrar até agora mais de 259 mil inscritos.

São Paulo tem até o momento o maior número de inscrições para a próxima edição do Enem: são pouco mais de 747 mil. Em seguida vem Minas Gerais, com 463 mil inscritos e  Bahia, com mais de 449 mil.

As provas estão marcadas para os dias 3 e 10 de novembro. O Ministério da Educação ainda avalia a necessidade de aplicação das provas em uma nova data para os participantes do Rio Grande do Sul.

Rádio Agência Nacional

Compartilhe
CONTINUE LENDO

EDUCAÇÃO

Termina hoje prazo para inscrição no Enem

Provas serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro

Compartilhe

Publicado

em

Foto: Divulgação

Termina hoje (14) o prazo para inscrições no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os interessados devem acessar a Página do Participante e utilizar o cadastro na conta gov.br. A taxa de inscrição é de R$ 85, e deve ser paga até 19 de junho. As provas serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro, em todas unidades federativas.

As solicitações de atendimento especializado e tratamento por nome social também se encerram nesta terça-feira. Quem está concluindo o ensino médio em escola pública não paga taxa de inscrição.

Balanço divulgado recentemente pelo Ministério da Educação mostrou que praticamente 100% dos concluintes do ensino médio da rede pública estão inscritos no Enem em diversos estados. É o caso de Alagoas, do Amapá, da Bahia, do Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, de Goiás, do Pará, da Paraíba, de Pernambuco, do Piauí, Rio Grande do Norte e de Sergipe.

Enem
Criado em 1998, o Enem avalia o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica e também é a principal porta de entrada para a educação superior no país.

Os resultados da avaliação podem ser usados para acesso ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e ao Programa Universidade para Todos (ProUni) e também são aceitos em instituições privadas e de outros países de língua portuguesa que tenham acordo com o Brasil.

Os estudantes que não concluíram o ensino médio também podem participar na condição de treineiros, para autoavaliação nos anos anteriores ao término da educação básica.

O Ministério da Educação pede aos candidatos que fiquem atentos ao cronograma que foi alterado, de forma a ajustar datas, de forma a garantir a participação dos estudantes do Rio Grande do Sul, prejudicados pelas enchentes que, desde o final de abril, atingem o estado.

Agência Brasil

Compartilhe
CONTINUE LENDO

EDUCAÇÃO

Estudantes têm até esta sexta-feira para se inscrever no Enem

Inscrições devem ser feitas na Página do Participante.

Compartilhe

Publicado

em

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Termina nesta sexta-feira (14) o prazo para inscrições no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os interessados devem acessar a Página do Participante e utilizar o cadastro na conta gov.br. A taxa de inscrição (R$ 85) deve ser paga até 19 de junho, e as provas serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro, em todas as unidades federativas.

As solicitações de atendimento especializado e tratamento por nome social também vão até 14 de junho. Quem está concluindo o ensino médio em escola pública não paga taxa de inscrição.

O Ministério da Educação (MEC) pede aos candidatos que fiquem atentos ao cronograma. Ele foi alterado de forma a garantir a participação dos estudantes do Rio Grande do Sul, prejudicados pelas enchentes.

Balanço divulgado recentemente pelo MEC mostrou que praticamente 100% dos concluintes do ensino médio da rede pública estão inscritos no Enem em diversos estados. É o caso de Alagoas, do Amapá, da Bahia, do Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, de Goiás, do Pará, da Paraíba, de Pernambuco, do Piauí, Rio Grande do Norte e de Sergipe.

ENEM

Criado em 1998, o Enem avalia o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica e também é a principal porta de entrada para a educação superior no país.

Os resultados da avaliação podem ser usados para acesso ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e ao Programa Universidade para Todos (ProUni) e também são aceitos em instituições privadas e de outros países de língua portuguesa que tenham acordo com o Brasil.

Os estudantes que não concluíram o ensino médio também podem participar na condição de treineiros, para autoavaliação nos anos anteriores ao término da educação básica.

Agência Brasil

Compartilhe
CONTINUE LENDO

Mais Lidas