conecte-se conosco




SEGURANÇA

PF mira fraudes contra Caixa Econômica, Previdência Social e outras instituições bancárias em Feira de Santana

Dois mandados de prisão preventiva e três de busca e apreensão são cumpridos nesta terça-feira (28).

Compartilhe

Publicado

em

Foto: Arquivo Pessoal

A Polícia Federal cumpre dois mandados de prisão preventiva e três de busca e apreensão, em Feira de Santana, na manhã desta terça-feira (28), durante a Operação Fake Front, que investiga fraudes cometidas contra a Caixa Econômica Federal, Previdência Social e outras instituições bancárias. O prejuízo identificado ultrapassa R$ 1 milhão para as instituições bancárias envolvidas.

Segundo informações da PF, a investigação detectou que foram abertas 19 contas bancárias em agências da Caixa Econômica Federal de Feira de Santana e Brasília, com a utilização de documentos falsos, com o objetivo de obter recursos através de empréstimos fraudulentos.

De acordo com a Polícia Federal, apurou-se, até agora, que os fraudadores faziam diversos empréstimos através das contas bancárias fraudadas.

Com os recursos do golpe, os fraudadores compravam produtos no comércio de Feira de Santana, sendo grande parte gasta em agências de turismo e casas de material de construção.

A Polícia Federal passou a seguir o destino dado ao dinheiro que entrava nas contas bancárias abertas com documentos falsos e identificou parte do grupo beneficiado com as fraudes.

Os mandados judiciais foram expedidos pela 1ª Vara Federal da Seção Judiciária de Feira de Santana. Os investigados vão responder pelos crimes de associação criminosa e estelionato.

A PF informou que o nome da operação se deve à prática adotada pelos fraudadores de adulteração de dados constantes da parte da frente das carteiras de identidade usadas para abertura das contas bancárias, onde eram inseridas a fotografia e impressão digital de integrantes do grupo criminoso, mantendo no verso os dados verdadeiros dos documentos de identificação.

Conteúdo G1

Compartilhe
CONTINUE LENDO

SEGURANÇA

Trabalhador é morto a tiros em cima de andaime em Santo Antônio de Jesus

A autoria e motivação do crime estão sendo investigadas pela pela Polícia Civil.

Compartilhe

Publicado

em

Um homem, que não teve a identidade divulgada, foi morto a tiros na tarde desta terça-feira, 18, em Santo Antônio de Jesus.

De acordo com testemunhas, a vítima estava em cima de um andaime trabalhando quando foi atingida por disparos de arma de fogo efetuados por suspeitos em um veículo. Após o crime, os criminosos fugiram do local.

A Polícia Militar foi acionada e isolou a área do crime até a chegada de peritos que realizaram a remoção cadavérica para o DPT.

A autoria e motivação do crime estão sendo investigadas pela pela Polícia Civil.

FORTE NA NOTÍCIA

Compartilhe
CONTINUE LENDO

SEGURANÇA

Corpos são encontrados dentro de hotel no centro de Feira de Santana

Os dois corpos não apresentavam marcas aparentes de violência.

Compartilhe

Publicado

em

Fotos: Redes Sociais

Dois corpos do sexo masculino foram encontrados na manhã desta terça-feira (18) no interior de um hotel, na Praça da Matriz, centro de Feira de Santana.

Os corpos estavam em quartos diferentes, um no 9 e outro no 13. Segundo apuração do Informe Baiano, funcionários do hotel ligaram e relataram que estavam sentindo um forte odor em um dos quartos.

Ao abrir a porta, a polícia verificou que havia um homem morto, com o corpo em estado de gigantismo. Depois a polícia seguiu para outro quarto, de onde também dava para sentir um forte odor, onde encontraram o segundo corpo.

Os corpos foram identificados como Flavio Mariano Freitas da Motta Pires, 44 anos, que se hospedou no quarto 9 no dia 14 de junho, e Wilson Franco dos Santos, 50 anos, que se hospedou no quarto 13 no dia 16 de junho.

Os dois corpos não apresentavam marcas aparentes de violência. Viaturas da Polícia Militar isolaram o local e o Departamento de Polícia Técnica (DPT) fez a remoção dos corpos.

Informe Baiano

Compartilhe
CONTINUE LENDO

SEGURANÇA

Bahia tem a maior taxa de homicídios de jovens do país

Estado continua liderando o ranking nacional

Compartilhe

Publicado

em

Foto: Arisson Marinho/CORREIO

A Bahia é o estado mais violento para os jovens, segundo o Atlas da Violência, divulgado nesta terça-feira (18). Somente em 2022, foram registrados 4.030 homicídios de jovens entre 15 e 29 anos.

O estado tem a maior taxa de homicídios do país, com 117,7 mortes para cada 100 mil habitantes. Comparando o período entre 2017 e 2022, houve uma redução de 10,9% de homicídios nesta faixa etária.

Atrás da Bahia aparecem os estados do Amapá (90,2) e Amazonas (86,9).

No Brasil, na comparação de 2022 com o ano anterior, a taxa de homicídios registrados a cada 100 mil jovens passou de 49,0 para 46,6, indicando redução de 4,9%.

Segundo o Atlas, há uma diferença de 1.000% entre o estado mais violento e o menos violento. São Paulo tem taxa de 10,8 homicídios entre jovens. Depois, aparecem Santa Catarina (13,3) e Distrito Federal (19,3).

Correio da Bahia

Compartilhe
CONTINUE LENDO

Mais Lidas