conecte-se conosco



ESPORTE

Vitória vai em busca de feito inédito no ano contra o Fortaleza

Rubro-negro precisa golear para avançar na Copa do Brasil.

Compartilhe

Publicado

em

Foto: PIETRO CARPI / ECV

O que o Vitória busca nesta quinta-feira (12), no Barradão, contra o Fortaleza, é um feito inédito no ano. A bola rola para o jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil às 19h. E para ficar com a vaga nas oitavas de final no tempo regulamentar, o Leão precisa vencer por pelo menos quatro gols de diferença. Se ganhar por uma diferença de três, a decisão vai para os pênaltis.

O time ainda não mostrou essa força na temporada. Das cinco vitórias obtidas, o máximo alcançado foi uma por dois gols de diferença, no dia 23 de março, quando bateu o Glória-RS, por 2×0, no Barradão, em jogo único da segunda fase da Copa do Brasil.

As outras quatro foram por apenas um gol de diferença, contra Barcelona de Ilhéus, Vitória da Conquista e Bahia de Feira, pelo Baiano, e diante do Manaus, pela Série C.

A nação rubro-negra sabe que a missão é muito difícil, mas ainda restam 90 minutos e os jogadores prometem brigar até o apito final pela classificação. O Fortaleza venceu o jogo de ida, no Castelão, por 3×0.

“Sabemos que vamos enfrentar uma equipe muito qualificada, mas também sabemos que dentro da nossa arena, junto com nossa torcida, podemos reverter esse placar”, projeta o volante Léo Gomes. Titular nos dois primeiros jogos comandados por Fabiano Soares, na Série C, o volante deve seguir no onze inicial.

A única mudança obrigatória será na lateral esquerda. Sánchez não pode atuar porque já defendeu a Portuguesa-RJ na competição e está fora, bem como o substituto imediato Guilherme Lazaroni, que jogou o torneio pelo Novorizontino. Como Salomão está fora dos planos, uma possibilidade é improvisar o destro Iury na esquerda, o que já aconteceu ao longo do ano, e nesse caso Daniel Bolt ficaria com a vaga na lateral direita. Dijalma, do sub-20, também foi testado no treino.

O rubro-negro precisa se superar para fazer frente ao Fortaleza. “É um confronto difícil. Sabemos da vantagem que o Fortaleza tem, mas vamos fazer de tudo para reverter esse placar. São 90 minutos e onze contra onze. Sabemos que o Fortaleza é uma equipe qualificada, mas também sabemos da nossa qualidade. Vamos dar o máximo a cada momento”, diz Léo Gomes.

Além de Sánchez e Guilherme Lazaroni, o técnico Fabiano Soares também não contará com os meias Dionísio e Miller e o atacante Thiaguinho, que defenderam o Atlético de Alagoinhas no torneio. O volante Pablo não está à disposição porque uma cláusula contratual o impede de atuar contra o Fortaleza. Já os zagueiros Rafael Ribeiro e Ewerton Páscoa estão em fase final de recuperação de lesão, assim como o volante Alan Santos.

O Vitória deve entrar em campo diante do Fortaleza com Lucas Arcanjo, Daniel Bolt, Marco Antônio, Mateus Moraes e Iury; João Pedro, Léo Gomes e Gabriel Santiago; Jefferson Renan, Santiago Tréllez e Alisson Santos.

Conteúdo Correio

Compartilhe
CONTINUE LENDO

ESPORTE

Hítalo deixa o Atlético de Alagoinhas e retorna ao Vitória

No Atlético de Alagoinhas, Hítalo disputou cinco jogos e não marcou nenhum gol.

Compartilhe

Publicado

em

Foto: Letícia Martins/ Vitória

O atacante Hítalo não vai mais atuar pelo Atlético de Alagoinhas. O jogador, que estava emprestado ao Carcará pelo Vitória até o fim da Série D, pediu para deixar o clube do interior.

“O Alagoinhas Atlético Clube informa que o atleta Hítalo Mota, que estava emprestado e pertence ao Esporte Clube Vitória, assinou na tarde de hoje (25), a rescisão do seu empréstimo. O atleta alegou problemas particulares e externalizou seu desejo de retornar ao Vitória. Agradecemos ao atleta por sua dedicação e desejamos boa sorte”, diz a nota da agremiação.

No Atlético de Alagoinhas, Hítalo disputou cinco jogos e não marcou nenhum gol.

Hítalo irá se apresentar ao Vitória na quinta-feira (26). A comissão técnica irá reavaliar se contará ou não com o jogador para a sequência da temporada. Cria da base do Leão, o atleta tem 20 anos.

Bahia Notícias

Compartilhe
CONTINUE LENDO

ESPORTE

Entre estreias e retorno, Bahia aumenta leque de opções no meio-campo

Publicado

em

Foto: Rafael Machaddo/EC Bahia

Depois de um triunfo suado contra a Ponte Preta, o Bahia ganhou uma semana livre para se preparar para o próximo compromisso na Série B, que é só na sexta-feira (27), quando encara o Tombense, na cidade mineira de Muriaé. Além do tempo para trabalhar, o tricolor pode comemorar o aumento no leque de opções para o meio-campo.

A começar pelo fato de que o técnico Guto Ferreira vai ter o retorno do meia Daniel contra o Tombense. O camisa 10 é um dos destaques do time na temporada e ficou fora da partida contra a Ponte Preta por estar suspenso. O que era um desfalque importante se transformou em uma janela de oportunidade para Guto experimentar novas opções.

Contratado em abril, o meia Warley, por exemplo, demorou para estrear com a camisa tricolor. Ele sofreu uma lesão na coxa e só ganhou os primeiros minutos durante a vitória de 2×1 sobre a Ponte. Apesar da estreia discreta, o jogador recebeu elogios de Guto Ferreira e deve se tornar figura constante no banco de reservas.

“Warley ficou três meses sem jogar, era normal cair de produção. Falei com ele para dar tudo em 45 minutos, já era uma substituição certa”, explicou Guto após o jogo.

Quem deixou boa impressão mesmo foi o garoto Gregory. Remanescente do time sub-23, ele entrou no decorrer da partida na Fonte Nova e iniciou a jogada que terminou com o segundo gol de Matheus Davó. Foi apenas o segundo jogo do atleta de 20 anos pelo time principal do Bahia. Antes, ele participou da goleada de 4×0 sobre o Londrina. Em ambas, entrou durante o segundo tempo.

“A gente não pode esquecer que o menino tem que ser colocado sempre com uma responsabilidade menor. Contra a Ponte Preta ele entrou e fez a equipe crescer, junto com Everton (atacante que também ganhou chance). São meninos que vêm treinando muito bem e a gente tem o carinho de tentar colocar num momento melhor”, afirmou o treinador.

Mugni e Rodallega

Além de Warley e Gregory, o Bahia deve ter mais uma novidade nos próximos jogos. Recuperado da lesão que sofreu na coxa, Lucas Mugni já está treinando normalmente com o elenco e depende somente de Guto Ferreira para voltar a ser relacionado.

O argentino não entra em campo desde o dia 19 de março, quando o Bahia venceu o Sergipe, por 3×1, em Aracaju, pela última rodada da fase de grupos da Copa do Nordeste.

O Esquadrão vive a expectativa ainda de ter mais um reforço importante a partir do confronto com o Tombense, porém no ataque. Artilheiro do time na temporada, com 12 gols, o centroavante Hugo Rodallega voltou a treinar no campo com os companheiros na segunda-feira (23).

O colombiano está na reta final da recuperação do estiramento muscular que sofreu na coxa. Guto Ferreira chegou a levantar a possibilidade de ter o atacante no confronto com a Ponte Preta, mas ele acabou não sendo liberado pelos preparadores físicos.

Como o Bahia vai ter praticamente a semana inteira de preparação antes do jogo em Minas Gerais, Rodallega vai ser reavaliado e pode ficar disponível para atuar durante alguns minutos. Por estar ausente desde 8 de abril, é improvável que seja titular.

Conteúdo Correio

Compartilhe
CONTINUE LENDO

ESPORTE

Série D: Clubes baianos amargam rodada sem vitória

Atlético de Alagoinhas, Jacuipense e Bahia de Feira entraram em campo, e o saldo final não foi muito positivo.

Compartilhe

Publicado

em

Foto: Reprodução / Instagram - @atleticodealagoinhas

O domingo (22) marcou, para três clubes baianos, a sexta rodada da Série D do Brasileirão. Atlético de Alagoinhas, Jacuipense e Bahia de Feira entraram em campo, e o saldo final não foi muito positivo.

Jogando em casa, o Carcará ficou no 0 a 0 com o Sergipe, no estádio Antônio Carneiro, e segue na sétima colocação do Grupo 4, com 5 pontos conquistados.

O Leão do Sisal também ficou na igualdade, em 1 a 1, com o ASA, fora de casa. A equipe está em melhor situação no campeonato: é o terceiro colocado do Grupo 4, com 9 pontos.

Pelo Grupo 6, o Bahia de Feira amargou sua segunda derrota seguida atuando na Arena Cajueiro. Dessa vez, o Algoz foi o Inter de Limeira, que venceu por 1 a 0. O Tremendão é o sexto colocado de sua chave, com 6 pontos.

Neste sábado (21), a Juazeirense também não foi bem. O Cancão perdeu para o Lagarto por 2 a 0, fora de casa, e está em quarto no Grupo 4, com 8 pontos.

Bahia Notícias

Compartilhe
CONTINUE LENDO

Mais Lidas

novo