conecte-se conosco




BAHIA

Mais de 40 acidentes são registrados em rodovias baianas durante a Semana Santa

Sete pessoas morreram.

Compartilhe

Publicado

em

Foto: PRF

Quarenta e três acidentes foram registrados nas rodovias baianas durante o feriadão da Semana Santa. Segundo um balanço divulgado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) nesta segunda-feira (1º), foram oito ocorrências a mais neste ano, quando comparado o mesmo período de 2023.

Neste ano, foram registradas sete mortes – uma a menos que em 2023. Um dos casos aconteceu em Ibotirama, no oeste da Bahia, na quinta-feira (28). Na ocasião, três pessoas morreram e uma ficou gravemente ferida. Todas elas eram moradoras de Sergipe.

Em outra situação, um homem morreu e outro ficou ferido após o carro que eles estavam capotar na BR-030, entre Brumado e Tanhaçu, no distrito de Sussuarana, na região sudoeste. A vítima foi identificada como Gilvanei, de 36 anos.

Segundo a PRF, foram emitidos 861 autos para ultrapassagens em locais proibidos, o que supera em mais de 50% os dados registrados no ano anterior.

Além disso, foram realizados 3.365 testes com etilômetro, conhecido popularmente como bafômetro, o que resultou no flagrante de 99 motoristas que dirigiram após consumir bebida alcoólica.

Conteúdo G1

Compartilhe
CONTINUE LENDO

BAHIA

Polícia aponta redução de 13% nas mortes violentas no primeiro semestre de 2024 na BA

Números da redução foram apresentados na manhã desta quarta-feira (17).

Compartilhe

Publicado

em

Foto: Divulgação | SSP

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) apontou redução de 13% das mortes violentas na Bahia, no primeiro semestre de 2024, comparado ao mesmo período do ano passado. O dado foi divulgado na manhã desta quarta-feira (17), pelo titular da pasta, Marcelo Werner, durante entrevista coletiva.

Ainda de acordo com a pasta, os meses de maio e junho do atual ano apresentaram os menores números de homicídios desde 2012. Enquanto maio saiu de 432 casos para 347, o mês de junho teve queda de 373 para 282, segundo a SSP.

Tratando-se do semestre, no ano passado, a secretaria computou2.534 mortes violentas, contra 2.206 em 2024, redução de 13%, que, em números absolutos, significa uma diminuição de 326 casos.

BNews

Compartilhe
CONTINUE LENDO

BAHIA

Gov. Mangabeira: Partidos UB, PP, Republicanos, MDB, PSDB, PDT, PRD e PRTB divulgam data das convenções

Publicado

em

A direção municipal dos Partidos UB, PP, Republicanos, MDB, PSDB, PDT, PRD e PRTB divulgaram nesta quarta-feira, 17 de Julho, a data das convenções Municipais, que deverão acontecer no dia 4 de agosto de 2024, com início às 17h, no Colégio Viana, na Rua Agnaldo Viana Pereira, centro de Governador Mangabeira/BA.  

Leia os editais AQUI

FORTE NA NOTÍCIA

https://fortenanoticia.com.br/wp-content/uploads/2024/07/1DIRETOR-DA-FORTE-DA-NOTICIA-PAULO-GALVAO.pdf
Compartilhe
CONTINUE LENDO

BAHIA

Bahia registra aumento de 17% na fila de pessoas à espera de um transplante

Número de doações de órgãos também cresceu

Compartilhe

Publicado

em

Foto: Divulgação

A Bahia registrou um crescimento no número de doações de órgãos no primeiro semestre de 2024, quando foram contabilizados 499 procedimentos. O número representa um aumento significativo em comparação com as 401 captações realizadas no mesmo período do ano anterior. No entanto, no mesmo período, aumentou em aproximadamente 17% o número de pessoas à espera de um órgão compatível para transplante. Enquanto em 2023 a lista de espera contava, em média, com 2.850 pacientes, em 2024 essa média subiu para 3.310 pessoas aguardando por um órgão ou tecido.

O médico Eraldo Moura, coordenador do Sistema de Transplantes, atribuiu esse aumento ao maior acesso ao serviço e à disseminação de informações, que incentivam mais pessoas a buscarem o tratamento. Essa conscientização e facilitação do acesso são aspectos positivos, pois refletem um melhor entendimento da população sobre a importância dos transplantes e a busca ativa por soluções de saúde.

Paralelamente, estes números também demonstram que o aumento nas doações e do número de transplantes realizados ao longo desses primeiros seis meses não foram suficientes para atender a demanda pelo serviço na Bahia.

Isso indica que, apesar dos esforços do governo do estado para implementar melhorias no serviço de transplantes, a exemplo da reativação do transplante de coração que ocorreu no final de 2023, a demanda por órgãos compatíveis ainda supera a oferta. Um dos desafios persistentes é a alta taxa de negativa familiar para a doação de órgãos, especialmente no estado da Bahia, onde cerca de 65% das famílias ainda recusam a fazer doação.

Correio da Bahia

Compartilhe
CONTINUE LENDO

Mais Lidas