conecte-se conosco




ESPORTE

Brasil é derrotado pela Argentina e fica de fora da Olimpíada de Paris

Publicado

em

Atual Bi-campeã olímpica, a Seleção Brasileira vai ficar de fora dos jogos de Paris deste ano. A equipe comandada por Ramon Menezes perdeu para a maior rival Argentina, neste domingo, 11, pelo placar de 1 a 0. O único gol da partida foi marcado por Luciano Goundou, aos 33 minutos do segundo tempo.

A Argentina passa a liderar o quadrangular final, com cinco pontos, à frente do Paraguai, com quatro, enquanto o Brasil ficou com três e a Venezuela com um.

Paraguaios (com a vantagem do empate) e venezuelanos decidem a segunda vaga olímpica a partir das 20h30 (horário de Brasília).

Compartilhe
CONTINUE LENDO

ESPORTE

Bahia leva gol aos 48 do 2º tempo e perde para o Flamengo no Maracanã

Tricolor fez bom jogo, mas cansou no fim e caiu diante do rubro-negro.

Compartilhe

Publicado

em

Foto: Letícia Martins/EC Bahia

No confronto direto pela liderança do Brasileirão, o Bahia controlou boa parte do duelo contra o Flamengo, arrancou o empate após sair atrás, mas levou o gol aos 48 minutos do 2º tempo e caiu por 2×1, na noite desta quinta-feira (20), no Maracanã.  Gerson abriu o marcador para o rubro-negro, Everaldo deixou tudo igual ainda no primeiro tempo, mas David Luiz, de cabeça, balançou a rede pela última vez no confronto.

O resultado deixa o Bahia estacionado nos 18 pontos e quebra a sequência de 11 jogos de invencibilidade da equipe na temporada. Do outro lado, o Flamengo assumiu a liderança da Série A, com 21 pontos. 

O Esquadrão mira agora dois jogos seguidos na Fonte Nova. No domingo (23), recebe o Cruzeiro, às 16h. Já na quarta-feira (26), o rival será o Vasco, às 21h30.

O JOGO

Por conta do empate entre Botafogo e Athletico-PR, Bahia e Flamengo entraram em campo precisando vencer para assumir a liderança do Brasileirão, já que ambos estavam empatados com 18 pontos. Rogério Ceni promoveu o retorno de Kanu na defesa e escalou o tricolor com força máxima.

Quando a bola rolou, o Flamengo tentou pressionar o Bahia, mas aos poucos o Esquadrão usou a posse de bola para controlar a partida. A primeira chance de perigo foi do time baiano. Na jogada construída por Everton Ribeiro, Everaldo recebeu na ponta e cruzou para Cauly no meio da área. O meia chutou cruzado, mas a bola foi para fora.

Com a bola no pé, o Bahia conseguia ditar o ritmo e deixava a torcida do Flamengo impaciente. Faltava ao tricolor acertar na construção das jogadas para criar chances claras. Porém, em uma das poucas chegadas do time carioca, o Esquadrão foi castigado.

Aos 23 minutos, Lorran fez a jogada pela direita e cruzou para Pedro. O centroavante escorou e Gerson soltou o chute para vencer Marcos Felipe e abrir o placar no Maracanã.

O gol deixou o Flamengo mais confortável. O segundo gol poderia ter saído minutos depois, em escapada rápida que Gerson tentou driblar Marcos Felipe, mas o goleiro tricolor se recuperou e ficou com a bola.

O Esquadrão tentou retomar o controle do jogo, mas continuava pecando no último passe. Quando acertou, o gol saiu. Aos 34 minutos, Jean Lucas lançou Everaldo, que ganhou da marcação de Ayrton Lucas e tocou na saída de Rossi para empatar o duelo.

A partida ficou aberta na reta final do primeiro tempo. Jean Lucas tentou pegar de primeira, mas isolou. Já Cebolinha mandou chute cruzado dentro da área e por muito pouco não balançou as redes.

Satisfeito com o desempenho tricolor, Rogério Ceni não mexeu na equipe. O Bahia manteve a postura, com imposição sobre o Flamengo. A estratégia de abafar a saída do adversário deu certo. Jean Lucas roubou e entregou para Everton Ribeiro. O meia arriscou da entrada da área, mas Rossi defendeu.
Sem conseguir transformar o domínio em chances claras, o Bahia viu o Flamengo crescer no jogo. O rubro-negro se fez mais presente no ataque e passou a apostar em jogadas pelo alto. O time baiano perdeu fôlego e praticamente só se defendia.

Diante do cenário, Ceni colocou mais velocidade em campo. Biel e Ademir entraram nas vagas de Cauly e Everaldo, respectivamente. As mudanças deixaram a equipe mais vertical. Ademir conseguiu fazer boas jogadas pelo lado direito do ataque, mas o adversário se fechou bem.

Na base da insistência carioca, o Bahia acabou castigado novamente. Aos 48 minutos, Gerson cruzou a falta na área e David Luiz subiu mais do que a defesa tricolor para tocar de cabeça. Marcos Felipe ainda tocou na bola, mas não conseguiu evitar a derrota baiana.

Correio da Bahia

Compartilhe
CONTINUE LENDO

ESPORTE

Em noite de eficiência, Vitória vence Atlético-MG no Barradão e sai do Z-4

Os gols do Leão foram marcados por Matheuzinho, Willian Oliveira (duas vezes) e Culebra; Scarpa e Palacios marcaram para os mineiros

Compartilhe

Publicado

em

Depois de superar o Internacional na última rodada, o Vitória fez valer o mando de campo e venceu o Atlético-MG dentro do Barradão. Para o delírio dos torcedores rubro negros que foram ao estádio, coube a Matheuzinho, Willian Oliveira (duas vezes) e Culebra a tarefa de balançarem as redes do Galo para conquistar a segunda vitória no Campeonato Brasileiro e sair do Z-4. Gustavo Scarpa e Palacios marcaram para os visitantes.

Com a vitória por 4×2, a equipe rubro negra chega aos nove pontos na competição, empatado em pontuação com o Criciúma, que possui dois jogos a menos. Atualmente ocupando a 15ª posição, o Vitória agora vai fazer as malas para enfrentar o Red Bull Bragantino no estádio Nabi Abi Chedid. O jogo, válido pela 11ª rodada, acontece neste domingo (23), às 18h30.

Goleada do Leão

Em relação à vitória contra o Internacional, o técnico Thiago Carpini foi obrigado a realizar duas alterações contra o Atlético-MG, que foi ao Barradão com sete desfalques no elenco. Na lateral direita do Leão, Raúl Cáceres começou entre os titulares pela suspensão de Willean Lepo com o terceiro cartão amarelo. Já Caio Vinícius entrou no lugar de Camutanga na zaga. O camisa 13 do Vitória sentiu o joelho durante o aquecimento e foi vetado da partida.

Com o apito inicial, a saída de bola foi dos donos da casa, que construíram rapidamente a primeira chance do jogo. Após boa tabela pelo lado direito do campo, Luan Santos teve a finalização interceptada com 33 segundos de jogo. Dois minutos depois, foi a vez de Matheuzinho receber passe de Osvaldo e chutar para fora. No entanto, apesar do Vitória pressionar os visitantes, foi o Atlético-MG quem balançou as redes primeiro, mesmo com o lance sendo invalidado por impedimento. Na saída de bola com Wagner Leonardo, o zagueiro deu mole e teve a bola roubada por Scarpa. Como Cadu estava à frente, o gol do Galo não valeu.

Se o erro do capitão do time poderia abalar o Leão, a resposta da equipe para o vacilo do zagueiro aconteceu logo em seguida, quando o Vitória construiu jogada pela direita com Raúl Cáceres, que cruzou para Matheuzinho ajeitar com a perna esquerda e colocar com efeito no fundo das redes de Everson: 1×0 Vitória.

Mesmo saindo atrás no placar, o Galo persistiu e viu Pedrinho ser derrubado dentro da área por Osvaldo. O lance seguiu por três minutos até Marcelo de Lima Henrique ser chamado para revisão de lance no vídeo. Após a análise do lance, o árbitro decidiu pela marcação do pênalti para os mineiros. Na cobrança, Gustavo Scarpa encheu o pé para vencer o goleiro Lucas Arcanjo: 1×1.

Mais recuado, o Atlético-MG viu o Vitória construir as jogadas com velocidade pelos lados. Nessa fase do jogo, o time de Carpini tentou chegar ao gol rival com poucos toques em um jogo mais vertical. Quando os laterais não subiam para apoiar o ataque, a estratégia era inverter o campo para um dos pontas da equipe. O Galo cresceu na partida quando passou a ter a posse e diminuiu o ritmo dos donos da casa.

Com mais liberdade para construir, os mineiros perceberam o Vitória abaixar as linhas e conseguiram chegar ao ataque com perigo em mais de uma oportunidade. Seja explorando o entrelinhas do Leão ou achando os pontas através de lançamentos nas costas dos laterais, os visitantes viram – por três vezes – Lucas Arcanjo impedir uma virada. 

Apesar de ser obrigado a recuar pelo adversário, o Vitória continuou com a mesma estratégia. Aproveitando a fragilidade do lado esquerdo do Galo, Raúl Cáceres recebeu lançamento em profundidade de Caio Vinícius e cruzou rasteiro para o meio da área. Quem apareceu para completar – de bico – foi Willian Oliveira, que botou a bola no fundo do gol para botar o Leão à frente novamente. Quarto gol do volante na Série A.

Correio da Bahia

Compartilhe
CONTINUE LENDO

ESPORTE

Vitória recebe Atlético-MG para ampliar sequência positiva na Série A

Jogo contra a equipe mineira acontece nesta quinta-feira (20), às 18h30, no Barradão.

Compartilhe

Publicado

em

Crédito: Victor Ferreira/EC Vitória

Se a sequência do Vitória estava negativa, chegando a 11 partidas sem conseguir ganhar, o triunfo sobre o Internacional virou a chave da equipe rubro-negra, que agora acumula três jogos sem perder. Para ampliar o momento positivo, o Leão vai receber o Atlético-MG dentro do Barradão hoje, às 18h30, em partida válida pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Se a sequência do Vitória estava negativa, chegando a 11 partidas sem conseguir ganhar, o triunfo sobre o Internacional virou a chave da equipe rubro-negra, que agora acumula três jogos sem perder. Para ampliar o momento positivo, o Leão vai receber o Atlético-MG dentro do Barradão hoje, às 18h30, em partida válida pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A necessidade pela volta da confiança no período de jejum foi pontuada por jogadores e pelo técnico Thiago Carpini em entrevistas. Na ocasião, o comandante afirmou que ganhar traria tranquilidade ao grupo. Agora, após o Vitória enfim conquistar um resultado positivo no Brasileirão, o lateral Lucas Esteves comemorou, mas avisou que será necessário concentração no restante da Série A.

“Embalar não seria a palavra correta, mas lógico que temos confiança em nós, jogadores. Sabemos que temos potencial, competição muito difícil. Mas, se estivermos concentrados, a cada jogo podemos conseguir bons resultados. Competição difícil, então vamos pensar jogo a jogo. Primeiro andar para depois correr”, alertou.

Adversário da vez, o Atlético-MG chega a Salvador para disputar a segunda partida de uma sequência sem descanso. Na última segunda-feira, o Galo foi goleado pelo Palmeiras por 4×0, em casa. Já no domingo, precisa retornar a Belo Horizonte para receber o Fortaleza.

Vale destacar que os atacantes Hulk e Paulinho foram expulsos na partida diante do alviverde paulista e serão desfalques contra o Leão. Além deles, não estarão presentes no duelo no Barradão os jogadores convocados para a disputa da Copa América: Guilherme Arana (Brasil), Eduardo Vargas (Chile) e Alan Franco (Equador).

Quem joga?

Para enfrentar o Galo, o técnico Thiago Carpini vai ter que lidar com novidades e desfalques para montar a equipe titular do Vitória. Advertido com o terceiro amarelo, o lateral Willean Lepo será uma das ausências do Leão. Em seu lugar, o paraguaio Raúl Cáceres deve fazer sua estreia na Série A com a camisa vermelha e preta. “Chegou a vez do Raul ajudar. É um cara que confio muito”, adiantou Carpini.

Na transição, o volante Dudu, o zagueiro Bruno Uvini e o atacante Everaldo continuam fora de ação, além de Léo Gamalho e Mateus Gonçalves, ambos em negociação para saída do clube.

Entre as novidades, o torcedor rubro-negro conta com as voltas de Rodrigo Andrade, Iury Castilho e Daniel Jr, recuperados de lesão. Apesar dos retornos, Carpini pode ter ainda mais problemas para escalar os titulares, já que a sequência trouxe desgaste físico para os atletas, como Osvaldo.

“Se [Osvaldo] for opção de iniciar o jogo durante a semana, é a quarta partida. Daqui a pouco, a gente exagera e corre o risco de perdê-lo para a sequência. Então, a gente tem que pensar em tudo isso”, afirmou Carpini, após a vitória sobre o Internacional, no último domingo.

O rodízio, caso aconteça, não preocupa os jogadores do Vitória. Para o lateral Lucas Esteves, todos do elenco estão prontos para ajudar.

“Temos bastante jogadores qualificados, prontos para ajudar da melhor forma e, assim que entrarem, vão dar a resposta. Acredito que todos estão prontos e isso é muito importante. Temos um elenco unido, ambiente bom, e isso vem nos ajudando a ter esses resultados. Espero que a gente mantenha isso e consiga bons resultados”, disse.

Conteúdo Correio

Compartilhe
CONTINUE LENDO

Mais Lidas