conecte-se conosco




GERAL

Forte terremoto em Taiwan deixa 7 mortos e mais de 700 feridos

Tremor de magnitude de 7,7 é o mais forte registrado no país em 25 anos.

Compartilhe

Publicado

em

Foto: TVBS

Um forte terremoto de magnitude 7,7 deixou sete pessoas mortas e 711 feridas em Taiwan, na manhã desta quarta-feira (3), pelo horário local. Alertas de risco de tsunami chegaram a ser emitidos para o Japão e para as Filipinas.

O que se sabe até agora:

  • Esse é o terremoto mais forte registrado em Taiwan nos últimos 25 anos.
  • Segundo a Agência Meteorológica do Japão, um tremor de magnitude 7,7 foi registrado na costa leste de Taiwan.
  • Pelo menos 26 edifícios desabaram, sendo mais da metade na cidade de Hualien.
  • As autoridades afirmaram que 77 pessoas ficaram presas entre escombros de imóveis danificados pelo terremoto.
  • Em Taipei, parte da cidade ficou sem energia. Um vídeo mostra passageiros assustados dentro de um vagão do metrô.
  • Após o tremor, alertas para risco de tsunami foram emitidos para ilhas do Japão e das Filipinas e cancelados cerca de três horas depois.
  • O terremoto também foi sentido em cidades da costa da China, incluindo Xangai.

Estragos em Taiwan

Segundo as autoridades, as quatro pessoas que morreram estavam no condado montanhoso e pouco povoado de Hualien, que fica próximo ao epicentro do tremor. Diversos imóveis ficaram danificados na região, incluindo dois prédios que tombaram.

Em todo o país, pelo menos 26 edifícios desabaram, de acordo com as autoridades. Socorristas trabalharam no resgate de mais de 70 pessoas que ficaram presas entre os escombros.

Deslizamentos de terra também foram registrados após o tremor. Na capital Taipei, parte da cidade ficou sem energia.

Segundo a Agência Meteorológica do Japão, o epicentro do terremoto foi registrado próximo à costa leste de Taiwan. Ainda segundo as autoridades, o tremor foi sentido muito próximo à superfície.

Pelo menos 10 réplicas com magnitude acima de 5,0 foram sentidas nas horas seguintes ao terremoto, de acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos.

A agência oficial de notícias de Taiwan afirmou que esse é o terremoto mais forte registrado desde 1999, há 25 anos, quando um tremor provocou a morte de 2,4 mil pessoas e danificou 50 mil imóveis.

Risco de tsunami

Alertas de risco de tsunami foram emitidos pelas autoridades para áreas costeiras de ilhas do Japão e das Filipinas.

Em um primeiro momento, as autoridades chegaram a alertar para ondas de até 3 metros na ilha japonesa de Okinawa. Moradores que vivem na região receberam uma ordem de retirada.

Cerca de três horas após o terremoto, o Japão cancelou os alertas de tsunami. A TV japonesa NHK disse que ondas de 30 centímetros foram registradas na ilha japonesa de Yonaguni, que fica a cerca de 100 km da costa leste de Taiwan.

Já nas Filipinas, o governo também pediu para que moradores de áreas costeiras deixassem suas casas.

Conteúdo G1

Compartilhe
CONTINUE LENDO

GERAL

Apagão cibernético afeta voos e serviços bancários em diversos países

Problema estaria relacionado à empresa de segurança cibernética.

Compartilhe

Publicado

em

Crédito: Shutterstock

Um apagão cibernético afeta serviços em diversos países nesta sexta-feira (19). Entre os serviços afetados, estão voos nos Estados Unidos e serviços bancários na Austrália.

O apagão envolve usuários da Microsoft, e estaria ligado à empresa de segurança cibernética CrowdStrike, segundo informações da agência Associated Press. A empresa divulgou um comunicado informando que está ciente de falhas no sistema operacional Windows relacionada ao sensor “Falcon”.

Nenhum problema foi notificado no Brasil até o momento. Segundo a rede de TV norte-americana ABC, nenhum voo da American Airlines, United e Delta deve decolar nas próximas horas.

Na França, o comitê organizador dos Jogos Olímpicos de Paris informou que enfrenta problemas de TI, a uma semana do início das competições. “Ativamos planos de contingência para continuar as operações”, disse em comunicado.

Serviços bancários foram afetados na Austrália e na Nova Zelândia. Já no Reino Unido, o serviço de trens foi afetado e o canal Sky News chegou a ficar fora do ar por dificuldades em fazer transmissões ao vivo.

Em Hong Kong, as companhias aéreas mudaram o procedimento de check-in para manual e que voos não foram afetados.

Ainda não há previsão de quando os serviços serão normalizados.

Conteúdo Correio

Compartilhe
CONTINUE LENDO

GERAL

Aos 93 anos, Silvio Santos é internado em São Paulo

Apresentador estaria no Hospital Albert Einstein após ter sido diagnosticado com H1N1.

Compartilhe

Publicado

em

Foto: Reprodução/Instagram

O apresentador Silvio Santos teria sido internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, após ser diagnosticado com H1N1. De acordo com a Folha de S. Paulo, o dono do SBT, de 93 anos, estaria no local desde a noite de terça (16/7), passa bem, mas até o momento não tem previsão de alta.

Segundo o jornal, pessoas próximas a Silvio, teriam dito que o apresentador estaria passando por alguns exames, devido a sua idade avançada. Uma melhora estaria sendo aguardada para que o Dono do Baú possa ir para casa.

Recentemente, Cintia Abravanel refletiu sobre o estado atual do pai, que está longe da televisão desde 2022. A filha mais velha do comunicador abriu o jogo em relação à expectativa do público pela volta de um apresentador que, segundo ela, “não existe mais”.

“O meu pai está ótimo. Às vezes, ele fala que vai voltar a trabalhar, outras, não. Diz que está com preguiça, e ele pode ter preguiça… Mas o que mais me preocupa é a expectativa do público e a saudade das pessoas de um Silvio Santos que não existe mais”, declarou ao F5, da Folha de S. Paulo.

E disparou: “Ele é um senhor de 93 anos e não tem mais aquele pique e aquela disposição. Acho que ele merece descansar… Ele passou o bastão para a Patrícia, deu o programa para ela fazer do jeito dela, com a cara dela. O mesmo fez com todas as meninas, e é isso. Mas, se um dia ele quiser voltar, ele volta”.

Cintia Abravanel também explicou a decisão de não integrar a equipe do SBT, como suas irmãs. “Deus me livre e guarde. Nunca quis trabalhar na televisão, pois tenho um gênio muito forte e não conseguiria fazer do meu jeito. Foi muito bom ter ficado no teatro, fazer um trabalho incrível com o Centro Cultural. Me sinto realizada”, confessou.

A artista plástica destacou ainda: “Acho importante a gente saber qual é o nosso lugar. Tive o meu lugar, que era o teatro, e agora, nas artes plásticas”.

Ela revelou que a herança milionária de Silvio Santos já começou a ser repartida.

“O meu pai já dividiu, sim, uma parte da herança, e eu acho importante. Ele está tendo a oportunidade de ver o que nós estamos realizando com as coisas que ele construiu. Achei muito inteligente da parte dele poder acompanhar tudo isso. Nada valeria a pena se ele não estivesse mais aqui. Ele curte tudo e pergunta também. Outro dia, ele perguntou sobre a TiJama (marca de pijamas de Tiago Abravanel)”, contou Cintia.

Conteúdo Metrópoles

Compartilhe
CONTINUE LENDO

GERAL

Tutores precisam ter cuidados especiais com os animais em períodos de seca

Para garantir que os pets não sofram com os problemas ocasionados pela seca, é essencial que a hidratação fresca e gelada esteja em dia.

Compartilhe

Publicado

em

Por Eduardo Fernandes

Cuidados especiais, em uma época que demanda atenção. No período da seca, é normal que os humanos sigam determinadas recomendações para manter a saúde em dia. Em relação aos pets, não é diferente. Muito pelo contrário, é fundamental que os tutores estejam atentos a essas mudanças climáticas, para que os bichos não sofram e permaneçam com um ótimo bem-estar.

Segundo Tainã Vaz, veterinário do Hospital Veterinário Star VET, existem algumas orientações fundamentais para que a qualidade de vida do animal seja preservada neste período de seca. “Primeiramente, mantenha sempre água fresca e limpa disponível para seu animal. Trocar a água várias vezes ao dia ajuda a deixá-la fresca e atrativa para o consumo. Além disso, procure oferecer alimentos úmidos, como rações enlatadas, que ajudam a aumentar a ingestão de líquidos. Lembrando semprew de oferecer água filtrada”, ensina.

Outro fator importante é a necessidade de criar um ambiente confortável e fresco para o pet, com acesso a sombras e, se possível, sempre utilizando ventiladores ou ar-condicionado. Tudo isso para que o animal tenha onde se abrigar em dias de calor excessivo, buscando áreas ventiladas e sombreadas.

Para incentivar a hidratação, o tutor pode usar fontes de água, que são mais atrativas para muitos animais, principalmente gatos. “Adicionar cubos de gelo na água ou saborizá-la levemente com caldo de carne ou frango sem tempero também pode ajudar. Distribuir potes de água em vários locais da casa facilita o acesso e incentiva a ingestão. Uma dica é bater frutas com iogurte natural e integral e congelar, como se fosse picolé. Pode ser feito também com pedaços de carne”, acrescenta Tainã.

Amor e atenção

Uma relação que começou desde a infância. Isabela Sobrinho, 20 anos, é tutora da shitszu Loli. Em casa, a família é apaixonada pela cadela e mantém todos os cuidados necessários em eventuais mudanças climáticas. Na seca, claro, essa realidade não se modifica. Por isso, tem o costume de colocar gelo na água da animal, trocando com constância para mantê-la gelada e fresca.

“Também sempre tem algum ventilador ligado, por sempre ter alguém em casa com ela. A seca piora um pouco o probleminha de pele dela, então temos que dar um pouco mais de atenção. Além disso, ela não passa nenhuma dificuldade”, completa a jovem. O que facilita todo o processo neste período é a boa vontade de Loli, que sempre teve hábito de beber bastante água em qualquer época.

No entanto, essa razão também faz com que os familiares fiquem em alerta, para que o líquido seja oferecido em vários cômodos da casa com alguns cubos de gelo no recipiente. No que diz respeito aos passeios curtos, Isabela não costuma levar nenhuma garrafinha de água para consumo. “Fazemos isso apenas quando saímos de casa com ela por um longo período de tempo”, ressalta a estudante de fisioterapia.

Seca prejudicial

Cuidados com a hidratação da pele, evitar locais quentes e sem ventilação são outras orientações destacadas pelo veterinário Mário Falcão, especialista em oftalmologia veterinária de pequenos animais. Segundo ele, a utilização de colírios lubrificantes para olhos e umidificadores para as vias respiratórias ajudam a minimizar os impactos da seca. Evitar exercícios físicos intensos ao Sol também é aconselhável.

De acordo com Mário, os problemas respiratórios estão relacionados a variações de temperatura e ao tempo seco, que podem levar a gripes, resfriados e até mesmo quadros mais graves de pneumonia se não tratados a tempo. “Quando pensamos em gatos, o complexo respiratório felino tem predisposições que podem afetar todo sistema respiratório, além do ocular. É mais grave em filhotes e possuem alta taxa de transmissão”, aponta.

As doenças dermatológicas também podem ser uma preocupação nesta época do ano, sobretudo as dermatites alérgicas. Elas causam desconfortos, lambeduras e coceiras constantes. Os olhos dos cães sofrem com dois problemas principais na seca: a conjuntivite alérgica pelo excesso de poeira e a síndrome do olho seco, que ocorre por aspectos quantitativos ou qualitativos.

Ambos os quadros, no entanto, favorecem o aparecimento de lesões oculares preocupantes como as úlceras de córnea, que têm potencial de levar à cegueira se não tratadas e identificadas de forma adequada. Os sinais incluem olhos vermelhos e irritados que levam à secreção ocular excessiva e à coceira constante.

Entretanto, como ressalta Mário, a desidratação, sem dúvidas, é o que causa maior preocupação. “Os cães trocam temperatura pela boca, por não terem o mecanismo de transpiração como o nosso, por isso a ingestão de água se torna muito importante. Além da desidratação, o risco de hipertermia maligna aguda se torna muito alto. Ou seja , não deixe o pet em ambientes fechados (como carros e caixas de transporte) sem ventilação e sem acesso à água fresca”, finaliza.

Quais os cuidados para cães e gatos?

Para os cães, é importante evitar passeios nas horas mais quentes do dia, preferindo horários mais frescos, como o início da manhã ou o final da tarde. Usar protetor solar específico para pets em áreas expostas, como nariz e orelhas, é recomendado para espécies de pelagem curta. “Para os gatos, que tendem a beber menos água, oferecer alimentos úmidos é crucial para garantir uma boa hidratação. Essencial mantê-los em ambiente interno fresco e com áreas sombreadas, pois os gatos são mais sensíveis a mudanças no ambiente”, complementa Tainã Vaz.

Prejuízos físicos

Desidratação
Desmaio ou até mesmo síncope
Aumento da temperatura corpórea com risco de óbito
Cuidados ao passear

Leve água fresca e limpa para o seu pet em todos os passeios.
Evite passear com seu pet durante as horas mais quentes do dia.
Procure áreas com sombra para descansar e permita que seu animal se refresque.
Nunca deixe seu bichinho sozinho em um carro fechado, mesmo que por pouco tempo.
Evite pisos quentes.
Ande com um lubrificante ocular sem conservante no bolso para usar quando necessário.
Fique atento ao padrão respiratório do seu pet. Caso o mesmo fique muito arfante ou com uma respiração formada, é hora de parar o passeio e deixá-lo descansar.
Fonte: veterinário Mário Falcão, especialista em oftalmologia veterinária de pequenos animais

Fonte: Correio Braziliense

Compartilhe
CONTINUE LENDO

Mais Lidas