conecte-se conosco




SEGURANÇA

Empresário suspeito de maus tratos e ameaças de morte contra pais idosos é preso em Salvador

Segundo a Polícia Civil, homem descumpriu medidas protetivas em favor das vítimas, no bairro da Barra.

Compartilhe

Publicado

em

Foto: Cândido Vinícius / Ascom-PC

Um empresário investigado por maus tratos, agressões verbais e ameaças contra os pais idosos foi preso na terça-feira (20), após descumprir medidas protetivas contra as vítimas. O caso aconteceu no bairro da Barra, que fica na área nobre de Salvador.

De acordo com a polícia, depois de diversas ameaças de agressões físicas e de morte contra os pais, a Polícia Civil solicitou medida protetiva em favor das vítimas, em novembro de 2023. A ação que determina que ele mantenha distância dos idosos foi acatada pela Justiça em 25 de janeiro deste ano.

O suspeito foi preso em flagrante por equipes da Polícia Militar, que foram acionadas e o conduziram até a delegacia da Barra.

De acordo com a titular da 14ª DT/Barra, delegada Mariana Ouais, o suspeito tem um histórico de maus tratos contra os pais.

“Existem ocorrências de ameaças registradas desde 2014, em que ele respondeu em liberdade. Entretanto, atualmente os pais encontram-se ainda mais vulneráveis, o que torna indispensável esse flagrante, bem como a própria manutenção da prisão”, detalhou.

Além de maus tratos e ameaça, o homem vai responder pelo descumprimento de medida protetiva. O crime é inafiançável e a Polícia Civil pediu a prisão preventiva dele.

Depois que realizou exames de lesões corporais, o suspeito está à disposição da Justiça.

Conteúdo G1

Compartilhe
CONTINUE LENDO

SEGURANÇA

Vizinho confessa ter matado menina de 8 anos em Salvador

Ele foi preso pela Polícia Civil, no final da manhã desta terça-feira (23)

Compartilhe

Publicado

em

Foto: Redes Sociais

Um morador da Travessa São Jorge, no bairro de Pernambués, confessou ter matado a pequena Aysha Vitória, de oito anos. O crime aconteceu na madrugada desta terça-feira (23). Segundo informações de fontes policiais, o homem foi identificado como Joseilson Souza da Silva, 43 anos, morava no bairro há pouco mais de um ano e havia se mudado para a travessa há três meses. A Polícia Civil, no entanto, diz que não confirma oficialmente “em respeito à Lei de Abuso de Autoridade”.

Quem desconfiou do vizinho foi a mãe da garota. A Polícia Civil confirmou que encontrou, no telhado da casa dele, as sandálias e, atrás da geladeira, uma boneca de Aysha. O suspeito foi preso pela Polícia Civil. Houve uma tentativa de linchamento e a polícia precisou atirar para o alto para dispersar a multidão. 

O suspeito foi conduzido para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), onde está sendo interrogado.

Os laudos do Departamento de Polícia Técnica (DPT) vão auxiliar no esclarecimento da causa da morte. Equipes do Departamento Especializado de Investigações Criminais (Deic) e da Coordenação de Operações e Recursos Especiais (Core) participaram da ação.

Corpo encontrado

A família conta que, quando foi vista pela última vez, Aysha saiu da casa onde mora para a residência da avó, que fica na mesma rua, a poucos metros. Aysha era um dos cinco filhos da família.

A Polícia Civil e Departamento de Polícia Técnica estiveram no local para perícia e remoção no corpo. Ao encontrarem o corpo, houve a desconfiança dos profissionais de possíveis sinais de violência sexual no corpo da criança, o que só será confirmado após exames periciais. Ela estava com as mãos para trás, com os braços amarrados. “Deixaram ela de bruços, uns dez metros de distância da casa dela. O corpo estava todo arranhado, com marcas que fizeram a gente pensar o pior, mas a perícia que vai dizer. Eu acredito que alguém da rua tirou o flagrante de casa e largou aqui”, fala a tia da vítima, que não quis se identificar.

A tia afirma ainda que a menina sumiu na porta de casa e que não costumava sair do local onde morava. “Ela foi vista pela última vez às 17h, aqui mesmo na Travessa São Jorge, onde mora com a família. Nunca saiu daqui e sumiu assim, na porta de casa. Às 4h40 da manhã, quem fez essa perversidade deixou ela. Só ouviram o barulho, mas não viram quem foi. Quando saíram, encontraram o corpo e a mãe, desesperada, começou a gritar”, completa a tia.

Ao lembrar o momento em que a menina foi encontrada, a tia descreve lesões que estavam aparentes no corpo da criança.

“Ela tinha hematomas na parte da lombar, o pescoço parecendo que tinha uma lesão porque estava muito mole. Eu ainda encostei meu dedo pra ver se ela estava respirando e começamos a entender que ela estava morta já”, afirma

Correio da Bahia

Compartilhe
CONTINUE LENDO

SEGURANÇA

PRF prende suspeito de atropelamento com vítima fatal na BR 324

Ele teria se evadido do local por medo de linchamento

Compartilhe

Publicado

em

Na tarde da última sexta-feira (19), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu um homem suspeito de atropelar um pedestre no Km 518 da BR 324, em Feira de Santana (BA). O acidente ocorreu por volta das 17 horas, quando a equipe da PRF foi acionada para atender a ocorrência de atropelamento.

Ao chegarem ao local, os policiais constataram que a vítima, um homem de 53 anos, já estava em óbito. O condutor do veículo envolvido havia fugido da cena do acidente. A equipe prontamente iniciou as buscas para localizar o responsável, que foi encontrado pouco tempo depois.

Questionado sobre a fuga, o suspeito afirmou que deixou o local por medo de linchamento. O homem foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil de Feira de Santana para adoção das medidas cabíveis.

Compartilhe
CONTINUE LENDO

SEGURANÇA

Feira: suspeito morre após roubar arma de PM, tentar fugir e trocar tiros com a polícia

Outros dois suspeitos de envolvimento no crime conseguiram fugir e não foram localizados até esta sexta-feira (19).

Compartilhe

Publicado

em

Foto: SSP-BA

Um homem morreu após roubar a arma de um policial militar, tentar fugir e trocar tiros com uma guarnição da corporação em Feira de Santana, cidade a 77 km de Cruz das Almas. O caso aconteceu na quinta-feira (18).

De acordo com a apuração da TV Subaé, afiliada da TV Bahia em Feira de Santana, o policial militar assaltado não estava a trabalho no momento do crime. Ele foi abordado por um grupo de homens e teve os pertences roubados – entre eles, a arma.

Logo após ser roubado, o PM acionou a corporação, que foi até o local. Os suspeitos tentaram fugir por uma área de matagal, mas foram alcançados e houve troca de tiros.

Caio Lucas Neris Daltro foi atingido durante o confronto. Segundo a Polícia Civil, ele foi levado para o Hospital Geral Clériston Andrade, mas já chegou no local sem vida.

Outros dois suspeitos de envolvimento no crime conseguiram fugir e não foram localizados até esta sexta-feira (19).

Conteúdo G1

Compartilhe
CONTINUE LENDO

Mais Lidas